Destaques Regional Saúde Últimas Notícias

Destinação correta de resíduos e boa utilização das redes de esgoto são cuidados importantes em época de pandemia

Diante da pandemia da Covid-19, a recomendação dos órgãos sanitários e das autoridades médicas é para que as pessoas evitem aglomerações e deslocamentos que não sejam essenciais, no sentido de evitar a transmissão do vírus. A mudança na rotina, com as pessoas ficando mais em casa, em quarentena, e o aumento dos cuidados com a higiene pessoal e limpeza podem acarretar, também, no crescimento do descarte incorreto de resíduos, com prejuízos à eficiência operacional dos sistemas de esgotamento sanitário. O alerta vem da Compesa e da sua parceria no Programa Cidade Saneada, a BRK Ambiental, que pedem a cooperação da população para manter o bom funcionamento das redes de saneamento.

“As redes de esgoto não foram projetadas para transportar lixo ou outros resíduos indevidos, como cotonetes, fio de cabelo e restos de óleo de cozinha. A utilização incorreta da rede pode comprometer o sistema e trazer transtornos a todos”, explica o diretor de Novos Negócios da Compesa, Flavio Coutinho.

O diretor destaca que resíduos erroneamente destinados para a rede de esgoto podem acarretar em entupimento das ligações ou das redes, extravasamento das tubulações e até o retorno do esgoto para dentro dos próprios imóveis. “Sabe aquele resto de comida que foi jogado na pia da cozinha? Ou o óleo lançado no ralo? E aquele papel higiênico descartado pelo vaso sanitário? Tudo isso, de forma gradual, pode comprometer o funcionamento da rede de esgoto”, ilustra Coutinho.

Mensalmente, são recolhidas cerca de 200 toneladas de resíduos das redes coletoras de esgoto da Região Metropolitana do Recife (RMR), entre restos de comida, fios de cabelo, fio dental, preservativos, cotonetes, cigarro, absorventes, sacolas plásticas e, até mesmo, fraldas descartáveis. No último mês de março, por exemplo, foram encontradas quase duas toneladas de blocos de concreto e massa asfáltica dentro das redes coletoras de esgoto.

“Estamos orientando sobre cuidados simples que a população deve ter e que podem fazer uma grande diferença para o bom funcionamento dos serviços de saneamento da cidade. O uso correto do sistema de esgoto deve ser um hábito e, principalmente, um compromisso de todas as pessoas”, complementa o gerente de Operações da BRK Ambiental em Pernambuco, Adriano Barbosa.  

Por prestar um serviço essencial de saneamento na RMR, a parceria público-privada entre a Compesa e BRK Ambiental mantém sua rotina operacional, adotando uma série de medidas de prevenção para as equipes de campo. “O trabalho desses profissionais é fundamental, e neste período de pandemia, o descarte correto e outros cuidados da população ajudam a reduzir a necessidade de manutenções. Consequentemente, diminui a circulação das equipes de trabalho nas ruas, contribuindo para a preservação da saúde de todos”, reforça Adriano.

SANEAMENTO É ATIVIDADE ESSENCIAL E NÃO PARA – Muitos trabalhadores estão nas ruas, não por desobediência às ordens públicas, pelo contrário. ” As atividades que eles desempenham são essenciais ao funcionamento de serviços básicos para o bem-estar de toda a sociedade e não podem ser realizadas remotamente”, destaca o diretor da Compesa, Flávio Coutinho.  Na RMR, área de influência do Programa Cidade Saneada, a operação das redes coletoras, das estações de tratamento e elevatórias, assim como as obras de manutenção e ampliação de novos sistemas, continua ocorrendo normalmente com todos os devidos cuidados na proteção dos funcionários e clientes.

Cerca de 360 funcionários da linha de frente estão atuando nos serviços essenciais para a plena operação dos sistemas de esgotamento sanitário de toda a Região Metropolitana do Recife, todos com os EPIs necessários para os diferentes tipos de atividade. Especialmente no momento que o mundo passa por uma epidemia de coronavírus, uma atenção especial tem sido dada à correta utilização das máscaras para proteção e do álcool gel para higienização. 

Como evitar problemas nas redes de esgoto:

  • O óleo de fritura, depois de utilizado no preparo dos alimentos, deve ser armazenado em garrafas plásticas e entregues a pontos de coleta que farão o recolhimento deste resíduo e sua destinação para empresas que o adotam como matéria-prima.
  • Para evitar transtornos com as tubulações de esgoto dentro dos imóveis, a recomendação é fazer uso das caixas de gordura e mantê-las sempre limpas.
  • Todo imóvel deve ter uma caixa de inspeção ou Terminal de Inspeção e Limpeza – TIL acessível, na calçada ou próxima a ela, para que seja possível identificar problemas no esgotamento e para realizar a manutenção das ligações de esgoto.
  • Todo imóvel deve manter separada a rede de esgoto das tubulações de água pluvial (água de chuva).
  • Em casos de entupimentos, extravasamentos ou retornos de esgoto, a população pode entrar em contato com a Compesa por meio dos canais de atendimento remotos, como o telefone gratuito 0800 081 0185.

Deixe um comentário