Destaques Últimas Notícias

Pernambuco: célula mater do Brasil 

Por Paulo Fernando Ferreira- jornalista, escritor, pesquisador  

“A verdadeira gênese de nossa pátria” ocorreu em Pernambuco. Assim, reconhece o historiador Carlos Bezerra Cavalcanti. E, sobre isso, não há de se duvidar: em 23 de janeiro de 1500 o navegador espanhol Vicente Iañes Pizon aportou em terras do cabo de Santo Agostinho, que ele batizou de Cabo de Santa Maria dela Consolacion.  A grande maioria de nossos historiadores registrou esse acontecimento.  Portanto, antes de Cabral, Pizon “descobriu” o Brasil, e foi em Pernambuco. Os espanhóis perderam porque não anunciaram ao mundo e tomaram posse; o que fizeram os portugueses.    

A História da colonização portuguesa começou em Pernambuco com a fundação de Igarassu (igaraaçu), primeiro povoamento e a construção da igreja dos Santos Cosme e Damião, primeira igreja do Brasil (1535). Daí por diante, iniciou-se o pioneirismo pernambucano. Fomos a capitania que mais prosperou, do sistema de capitanias hereditárias (1534) . 

O primeiro hospital do Brasil, a Casa de Misericórdia, em Olinda (1540). A primeira Câmara e foral do Brasil (1548). D. Brites de Albuquerque foi a primeira mulher a governar no Brasil. Era esposa de Duarte Coelho, e assumiu o governo da capitania com morte do donatário, em 1572.  Primeiros conventos dos franciscanos e carmelitas (em Olinda 1577/1588). A primeira obra literária do Brasil foi Prosopópeia, escrita em Pernambuco por Bento Teixeira. Primeiro corpo de bombeiros das Américas, chamado de mestres de incêndio, instalado no Recife, em 1636. A primeira cervejaria do país foi instalada por Maurício de Nassau no Recife (1641).  

Com as batalhas dos Guararapes e das Tabocas nasceram o sentimento nativista em Pernambuco, berço da nacionalidade e civilização brasileira (1645). Primeiras pinturas e obras de arte das Américas, feita por pintores holandeses, em 1612. Primeira Assembleia da América do Sul foi criada no Recife, em 1640. Primeiro jardim zoobotânico e palácio governamental , o palácio de Friburgo, em 1643. O primeiro farol do litoral brasileiro e primeira ponte no Brasil (1646). Primeira sinagoga das Américas (1636).  As primeiras moedas cunhadas no Brasil foram no Recife, em 1645.   

A primeira expulsão de um governante aconteceu em Olinda , em 1666.  

O primeiro Grito da República (Olinda-1710) e Grito de Independência do Brasil (Recife- 6 de março de 1817 por Pedro Pedrosa). Primeira loja maçônica (1801) e farmácia do Brasil (1821). Primeiro governo republicano (1824) e primeiro herói e márti do Brasil (Frei Caneca).   

Primeira escola pública (Ginário Pernambucano-1825. Primeiros jornais da América Latina (Typhis Pernambucano e Diário de Pernambuco (1824/1825)). Primeiros cursos jurídicos e primeira escola de formação de professores. Primeiro cardeal do Brasil (Joaquim Arcoverde (1905). A primeira emissora de rádio do Brasil, Rádio Clube de Pernambuco (1919). Primeiro trem urbano e segunda ferrovia do Brasil (1867/1852). Temos o maior teatro ao ar livre do mundo. Somos pioneiros também em outros setores. O pioneirismo de Pernambuco é motivo de orgulho de nossa  pernambucanidade. 

O Leão do Norte, na verdade Leão do Brasil, nos orgulha também por ser a terra dos ritmos: maracatu, frevo, forró, ciranda, coco de roda, repente, caboclinhos, blocos líricos e outros. Aplausos a Pernambuco! 

Deixe um comentário